[ editar artigo]

Nunca diga nunca

Nunca diga nunca

Nunca diga nunca

Conversando com uma amiga essa semana comentei: o mundo foi tão impactado pela pandemia que hoje a gente divide nossa vida entre antes e depois da... pandemia!

E faz todo sentido, não é?

Veja minha vida, por exemplo. Ficava fora de casa em média doze horas por dia. De manhã já acordava correndo, colocava as crianças na escola e saía de casa. Voltava pelas sete e meia da noite e tudo que queria era ficar com meus filhos, tomar um banho, comer e dormir.

Era assim com você também? 

Por conta dessa vida corrida e fora de casa, nunca tinha parado para pensar em automação na minha casa. Pra que investir nisso se nem em casa eu fico? 

E eu vivia nesse looping eterno até que a pandemia chegou e eu que passava a maior parte do meu dia fora de casa, passei a viver dentro de casa. Hoje, eu trabalho de casa e são poucas as vezes que saio para resolver alguma coisa.

Os tempos são outros e a necessidade de nos adaptarmos também. Antes da pandemia, eu jamais pensaria em automação aqui em casa. Eu não ficava em casa e tinha uma funcionária para cuidar da casa e das tarefas domésticas.

Hoje, eu dou conta do trabalho e das rotinas da casa. E, como, infelizmente, as horas não se multiplicaram na proporção das minhas inúmeras funções, vejo que é imprescindível investir em automação para que tarefas simples e repetitivas possam ser programadas e realizadas como planejei ou com o simples comendo da minha voz.

Lição aprendida: nunca diga nunca!

Além da questão da otimização e praticidade do dia a dia, há também a questão da sustentabilidade que precisa ser considerada. A automação nos permite fazer, por exemplo, a gestão eficiente de energia nos tornando responsáveis pelo consumo consciente e sem desperdícios.

Sei que ainda tenho muito a evoluir no quesito automação. Não sou muito ligada à tecnologia, mas o que já tenho aqui em casa e a forma como consegui otimizar minha rotina, já é o suficiente para entender que esse é um caminho sem volta. E eu tô achando o máximo!

Você já embarcou nessa jornada? O que pensa sobre isso?

Comunidade Casa Inteligente
Ler conteúdo completo
Indicados para você